Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O objectivo de Rajoy

Terça-feira, 05.06.12

A Espanha está cada vez mais próxima de pedir ajuda financeira internacional, tendo como principais beneficiários os principais bancos do país que, segundo estimativas várias, poderiam necessitar de entre 20MM€ e 100MM€. No Senado de Madrid, Rajoy assumiu a inevitabilidade de um apoio financeiro internacional a Espanha, reclamou mais solidariedade europeia, pediu eurobonds e uma verdadeira união bancária semelhante à que ontem foi evocada por Durão Barroso em Berlim. Apenas com uma ligeira nuance - em nome da soberania nacional, ou daquilo que dela resta, Rajoy parece reticente em se curvar à formalização de um pedido de auxílio, preferindo que sejam os bancos nacionais a recorrerem directamente aos fundos de resgate internacionais; e, como consequência, pretende libertar-se da prestação de contas e de un programa de ajustamento sob tutela externo que tal auxílio sempre tem suposto. Será curioso estar atento e seguir a evolução deste tema, que mais não seja para verificar se o Presidente do governo espanhol conseguirá o melhor dos dois mundos: os fundos de apoio europeus sem a contrapartida de um programa de ajustamento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Joao Pedro Dias às 21:14






links

ORGANIZAÇÕES EUROPEIAS

COMUNICAÇÃO SOCIAL



comentários recentes

  • Jorge Greno

    Mas então o Português deixou de ser língua oficial...

  • Pedro

    Bom dia,O Casa Europa está novamente em destaque n...

  • Henrique Salles da Fonseca

    BRAVO!!!Todos os políticos no activo praticaram o ...

  • O mais peor

    Até que enfim o sapo destaca um blogue de valor qu...

  • De Puta Madre

    Eu Gostaria que o Espaço Europeu não Tivesse nos S...

  • Dylan

    Se no caso egípcio, algumas pessoas acharam por be...

  • Carlos Medeiros

    Gostei do post. Estou totalmente de acordo. E cons...

  • silveira

    Não é isso que diz a notícia!... De qualquer forma...

  • silveira

    Se eu fosse juíz sentiria vergonha por esta rejeiç...

  • silveira

    É claro como água!... Para voltarmos a ter justiça...