Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A credibilidade do Senhor Ministro

Segunda-feira, 15.11.10

[Bruxelas] Não há perplexidade que resista às declarações de Teixeira dos Santos ao Financial Times. Segundo o Ministro das Finanças, em vésperas de reunião importante do ECOFIN, admite que o risco de Portugal recorrer à ajuda internacional é "elevado" devido aos crescentes riscos de contágio através dos mercados financeiros que temem o alastramento da crise dívida pública europeia. E acrescenta que este problema não é exclusivo de Portugal – afecta também a Irlanda e a Grécia – e tem implicações na Zona Euro e na sua estabilidade. Não deixa de ser estranho que Teixeira dos Santos tenha escolhido um jornal britânico para dizer o contrário de tudo quanto tem dito internamente. Mais do que isso – que tenha trazido à colação a situação na República da Irlanda, equiparando-a à portuguesa e à grega, quando é consensualmente sabido que as dificuldades irlandesas radicam fundamentalmente no sector financeiro, no défice orçamental tremendo provocado pelo auxílio governamental a alguns bancos irlandeses, e não na dívida pública do Estado, na sua competitividade externa ou na capacidade de crescimento da sua economia, que são justamente os sectores que, a par do tremendo défice orçamental, mais complicam a situação de Portugal. Há palavras que são de prata – mas o silêncio continua a ser de ouro. Teixeira dos Santos perdeu uma oportunidade de excelência para estar calado. É que, mesmo que sejam verdadeiras as suas declarações e correspondam à realidade do país, há notícias que devem ser dadas em primeira mão aos seus destinatários e não no estrangeiro, por muito prestigiado que seja o órgão de comunicação a quem se prestam declarações. Mas, como aqui há bem poucos minutos alguém recordou, este é o Ministro do défice orçamental de 2009 de 5,4% nas vésperas das eleições que acabou por se transformar em 9,4% no fim do ano, e o mesmo Ministro que já em 2010 e em plena crise deixou a despesa pública derrapar em 4MM€, isto é, como este também é o Ministro que se encarregou de malbaratar a credibilidade que lhe era apontada, há sempre a possibilidade de levar as suas declarações à conta dessa mesma falta de credibilidade. Talvez seja a forma menos traumatizante de encarar as afirmações do Senhor Ministro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Joao Pedro Dias às 02:10






links

ORGANIZAÇÕES EUROPEIAS

COMUNICAÇÃO SOCIAL



comentários recentes

  • Jorge Greno

    Mas então o Português deixou de ser língua oficial...

  • Pedro

    Bom dia,O Casa Europa está novamente em destaque n...

  • Henrique Salles da Fonseca

    BRAVO!!!Todos os políticos no activo praticaram o ...

  • O mais peor

    Até que enfim o sapo destaca um blogue de valor qu...

  • De Puta Madre

    Eu Gostaria que o Espaço Europeu não Tivesse nos S...

  • Dylan

    Se no caso egípcio, algumas pessoas acharam por be...

  • Carlos Medeiros

    Gostei do post. Estou totalmente de acordo. E cons...

  • silveira

    Não é isso que diz a notícia!... De qualquer forma...

  • silveira

    Se eu fosse juíz sentiria vergonha por esta rejeiç...

  • silveira

    É claro como água!... Para voltarmos a ter justiça...